terça-feira, julho 19, 2011

Pênalti de calcanhar pode render punição a atacante



O pênalti de calcanhar batido pelo lateral Theyab Awana, dos Emirados Árabes Unidos, correu o mundo e virou uma sensação na internet (veja o lance no fim do post). Além da situação inusitada, havia ainda a especial coincidência de ter sido realizada no mesmo dia em que a seleção brasileira perdeu quatro penalidades na disputa contra o Paraguai por uma vaga na semifinal da Copa América.

Ou seja, Awana praticamente virou um 'professor de pênalti' para os brasileiros ao fazer, de costas, o que os nossos jogadores não conseguiram de frente: colocar a bola no fundo da rede. Mas se no mundo virtual o lance ganhou muitos aplausos e gerou boas risadas, na vida real o autor da façanha não tem tido o mesmo sucesso.

A brincadeira no pênalti, que encerrou a goleada de 6 a 2 no amistoso contra o Líbano, foi reprovada logo de cara pelos jogadores e pelo técnico adversário. E até o treinador dos Emirados Árabes Unidos ficou irritado com o que ele classificou de 'desrespeito' ao Líbano. Awana, que marcou o polêmico gol aos 35 minutos do segundo tempo, foi substituído poucos minutos depois, e corre risco de sofrer outras punições, segundo afirmou um dirigente da seleção dos Emirados Árabes Unidos, Esmaeel Rashed.

- Isso não deveria ter acontecido. Acho que foi um desrespeito, e não podemos aceitar que ninguém do nosso time desrespeite o adversário - declarou Rashed ao jornal 'The National', de acordo com reportagem no site do Washington Post.

Segundo Rashed, Awana pediu desculpas aos colegas de equipe no vestiário. O técnico dos Emirados Árabes Unidos, o esloveno Srecko Katanec, também reprovou o pênalti batido por Awana.

- Vamos resolver isso internamente e não vamos mais falar sobre isso. Isso não foi respeitoso, estou muito chateado. Minha reação foi normal, eu simplesmente o tirei de campo - declarou Katanec, visivelmente irritado, após a partida.

FONTE: http://oglobo.globo.com/

0 comentários:

Postar um comentário